APRENDIZ

Salve Deus!

 

Nunca diga que sabe tudo, pois sempre haverá alguém com mais experiência.

 

Tenho aprendido muito com minhas idas e vindas ao mundo espiritual. Eu digo com toda certeza, tem muita gente esperando a nossa ajuda. Muitos espíritos pedindo clemência pelos seus erros, pelos seus comportamentos e pelas suas evoluções.

 

Os jaguares do amanhecer na sua simplicidade têm feito muito pelos outros mais graduados. Sim, meus mestres, porque o graduado não tem mais humildade de tratamento, tudo ele julga sabedor e desconhece o principio cristico de Jesus que é a honestidade.

 

Eu estive esta noite vendo o desenrolar dos acontecimentos. Havia no mundo espiritual um encontro de mestres para realizar uma missão. Os mestres estavam transportados dos seus físicos e eram diversos, desde os mais simples até os mais graduados. Os espíritos se dividiram, pois havia uma barreira que separava todos, o orgulho. Uns diziam que eram do tempo passado, outros do presente e outros em silencio escutavam estas discussões. Na hora de pegar no batente, trabalho, os mais simples é que tomaram posição diante da missão. Eles faziam e tudo acontecia, enquanto os graduados ficavam discutindo quem era quem.

 

Eu fiquei olhando aquela cena e isso estava me incomodando, porque só os simples mestres estavam cumprindo com os desígnios. Fui ver no Evangelho de Jesus quando ele pregou a seguinte passagem. “Quando vos chamarem para uma reunião sente-se bem atrás, porque quando vos verem poderão vos chamar para sentar-se a frente. Caso sente-se a frente, pensando ser importante, poderá ter que dar lugar a outro convidado, indo sentar-se lá atrás”. As palavras de Jesus nos mostram a nossa condição de evolução.

 

Eu digo, meus irmãos, aproveitem bem esta passagem terrena, porque no céu muita coisa é bem diferente. Lá não tem a luz do sol diretamente em seus corpos, é somente claridade que se espalha pelos diversos planos, uma diferente da outra, ou quando não se atingiu o objetivo de sua condição ficará cego e surdo por muito tempo.

 

O atendimento desta noite envolveu muitos jaguares que foram com um único objetivo, servir para ser servido. Todos de branquinho faziam as transformações dos menos esclarecidos. Era puro amor e dedicação. Não julgavam, não perdiam tempo com mesquinharias, não se envolviam em discussões, pois o trabalho era a conquista de um mundo melhor.

 

Cada um que eu vi estava tão empenhando em realizar sua missão que nada os interrompia. Tudo pela ordem divina de Jesus e Seta Branca. O sol começava a raiar por entre o horizonte e a camada atmosférica vai ficando condensada e pesada, é hora de todos voltarem para seus leitos. Os espíritos são como uma membrana sutil e delicada, tão fina que parece uma fumacinha. Uns são brancos, outros cinzas e outros negros. Cada coração demonstra a sua qualidade mediúnica, porque disse Jesus, assim na terra como no céu. Se você tem um bom coração na terra, no céu será a mesma coisa, agora se você tem uma negatividade humana, seu espírito ficará com a cor escura.

 

Mãe Iara está empenhada nesta transição do primeiro de maio, onde seu filho doutrinador estará recebendo a sua bênção. O céu está em festa e na terra todos também estão. É a conjunção de dois planos que assegura a verdade doutrinária junto com a comunicativa. Sete raios de luz, sete forças, sete raízes. Simiromba de Deus trará a força cabalística para cada plexo em conformidade ao merecimento de cada um.

 

Não sejam doutores das leis, pratiquem e transmutem a sabedoria aos que ainda estão chegando. O conhecimento é amplo e requer muita simplicidade para impregnar nos seus irmãos estas pérolas divinas. Vejam Humahã, simples e conhecedor, renegou a vaidade humana para ficar em reclusão dando ao seu espírito a sua dimensão. Hoje como Ministro de Simiromba responde pelo seu comando estelar. Um conhecedor da ciência universal.

 

A hierarquia dos espíritos missionários. Koatay 108 revelou a todos a chave do conhecimento e espera somente uma resposta, que é unir todos em uma só família de Seta Branca. Vejam bem a sua imagem, ela ensinou a magia e nunca se moldou pelo ouro, mas sim, sempre pela humildade. Mesmo sendo a mãe clarividente ela morou em sua simples casinha de madeira corroída pelo cupim. Disse Apurê: A luz não está no ouro e nem na prata, mas sim, na madeira corroída pelo cupim.

 

A quem vamos adorar!

 

Aproveitem bem esta festa dos Deuses e se convençam que todos estão ali por uma nobre causa:

 

SERVIR E NÃO SER SERVIDO.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

30.04.2017

Deixe uma resposta