TO INDO…

Salve Deus!

 

Estou indo. A grande verdade é que ninguém está preparado fisicamente para desencarnar. Todos se preparam para nascer, menos para morrer.

 

Os espíritos continuam a sua busca, continuam na sua eterna caminhada para afrouxar os laços dos seus juramentos, mas os encarnados não entendem que a vida é muito curta e se enveredam pelos caminhos materialistas sem pensar no amanhã.

 

Chegou de madrugada aqui comigo um homem negro. Ele ainda está encarnado na terra, mas seus últimos dias de aflição começam a transformar em evolução. Como é triste para compreender estes momentos de ingratidão da terra para com os que buscaram curar seu próximo. Como médico fez muita bondade, está certo que todos são humanos, deslizam em algum momento nas suas escolhas, mas o principal que fica gravado é a caridade. Foi então que ele, internado em uma clinica para idosos, já sem os reflexos normais de sua existência, veio me procurar. Eu fiquei olhando para ele, um espírito merecedor da juventude facial, estava bonito, estava sorrindo, estava muito feliz. O corpo físico não responde mais aos estímulos da saúde, ele está padecendo pela variação de suas ultimas cobranças.

 

Eu tenho uma grande admiração pela sua luta, pois nunca deixou de ser o que era. A medicina para ele foi um caminho em busca da cura de milhares de crianças. Havia por trás de seu semblante o seu mentor, um nego velho curador. Este nego curador estava sempre em sua intuição, bastava chegar uma criança que ele formava sua sintonia e achava a solução para ela.

 

Foi no começo um grande critico de minha missão, pois não era espírita, mas finalmente compreendeu a verdade e assumiu o Kardecismo que lhe mostrou muitas portas em várias direções. Sabe, os espíritas não ficam somente em uma porta, eles tem um caminho certo, mas o interessante que a procura do conhecimento os leva a ir em várias portas. Vão, entram, conhecem e voltam. O conhecimento de tudo que é bom nos liberta do mal. É somente conhecendo o que tem por trás de cada porta que nos conscientizamos da nossa verdade.

 

Então, esta noite milhares de espíritos chegaram. Todos queriam ser assistidos em suas dores, mas poucos tinham merecimento. Aqui na terra todos trabalham para terem dinheiro para comprar seus objetivos e melhorar seu padrão de vida. No mundo espiritual é exatamente igual, se não tiver algo que os façam receber seus bônus pelo merecimento não tem como terem algo melhor. Existe claro uma diferença de planos, sim, na terra é material e lá é espiritual.

 

Então o espírito vê outros com mais distinção e ele não tem nada. Fica perdido em suas reclamações, mas não faz nada para melhorar. Eles ficam escanchados em suas famílias tirando os fluidos para poderem ficar ali. A família terrena vai perdendo sua beleza física e se afundando em um calabouço de amarguras, de doenças, de depressão. Dali para algo pior é somente um passo.

 

Nós não podemos mudar este quadro involutivo porque cada qual recebeu uma encomenda. Todos no final desta jornada deverão entregar esta encomenda e voltar sem nada de onde vieram. Uns voltam luminosos e outros apagados. Mesmo os luminosos espíritos com merecimento estavam aqui entre os apagados sem direito a nada. Tudo em busca de um canal sensorial de contato. Todos querem se comunicar e tentar salvar os que ficaram presos na terra. É uma luta constante para mudar os pensamentos.

 

Salvem-se enquanto há tempo.

 

Enquanto isso este espírito só veio para dizer isso e foi sorrindo embora. Fiquei feliz porque ele estava feliz.

 

_ Salve Deus! Vá em paz!

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

07.03.2017

Deixe uma resposta