TRISTE

Salve Deus!

 

Como é triste a vida de um espírito que se envereda pelas noites escuras.

 

Eram 14h30m. Eu estava ascendendo o braseiro para defumar o templo quando a mulher, uma mortinha chegou. Chegou de mansinho sem dizer seu nome, mas em seu semblante a dor de sua alma perdida na profundeza da vingança. Não reclamava de nada, só queria alguém de sua sintonia para se fortalecer. Pai Joaquim chegou apressado no templo e a prendeu até que os trabalhos começassem.

 

Vendo este quadro de dor, esta mulher era muito rica, tomaram tudo dela, ela ficou sem um tostão sequer, nem para sobreviver. Naquele tempo as coisas eram difíceis, ou tinha, ou morria de fome. Não havia muitas escolhas, não havia trabalho e ainda por cima ela foi dona de muitos trabalhadores. Não era uma pessoa má, mas gostava de tudo certinho.

 

Era muito jovem e bonita, e seus algozes não tiveram dó dela. Agora ela se vinga de um por um, de todos que a maltrataram seviciando dela estão em suas garras. Ela chega de mansinho e vai se infiltrando no lar, na família, e aos poucos vai tirando a vitalidade do homem. Este homem cai na desgraça de uma vida frustrada, larga esposa, larga a família e vai para os botecos da vida. Acaba se prostituindo e perdendo tudo que conquistara com suor de seu trabalho.

 

Os atendimentos começaram e como eu estava no comando, Pai Joaquim de Aruanda veio e me pediu para trabalhar com minha ninfa, era preciso atender este espírito. Ela então chegou e de mansinho veio tentando conquistar. O espírito era tranquilo e por trás de sua sabedoria havia esta sagacidade. Os sofredores geralmente veem revoltados pela dor do desencarne, mas ela não. Inteligente com suas palavras, bem colocadas na sua argumentação, ela ia tentando fazer a minha cabeça. Os espíritos geralmente tentam achar um ponto fraco nos doutrinadores e alguns acabam caindo na lábia, mas outros não, são fortes espirituais.

 

Ela jogava seus cabelos loiros de um lado para outro. Sim, jaguares, o balanço do cabelo de uma linda mulher atrai os olhares dos homens, mesmo sendo doutrinadores, eles acabam se influenciando. Se o médium cair nesta simpatia ele se enrola todinho. Vai ficar devedor e acaba destruindo sua vida.

 

Como ela jurou que iria se vingar de todos que fizeram ela cair neste caminho da prostituição, os homens em si, mesmo não devendo nada para ela, acabam sendo ludibriados. Para ela não tem mais limites de atuação, mas para os mestres deste amanhecer há uma resposta de Pai Joaquim. Ela teve que cair na vida para poder ter o que comer.

 

Vejam como a vida de uma pessoa pode mudar do mel para o fel. Se acaso ele não tiver uma religião, uma doutrina que o assista, vai perder tudo. Os espíritos geralmente são audaciosos, principalmente os médiuns deste amanhecer que são os mais testados em suas condutas morais. Não havendo conduta é mais fácil, pois quem tem conduta não atrai este tipo de energia. São sexus em busca dos apaixonados, dos homens que viram suas cabeças, de mulheres que se desviam de suas metas.

 

Pai Joaquim ao lado ouvia atentamente a conversa e a proposta desta mulher. Calma, muito tranquila, ela com seu carisma espiritual tentou, mas sabendo quem ela era, ela simplesmente partiu. Desincorporou e seguiu com Pai Joaquim. Ela não estava presa ao trabalho, estava liberta, mas mesmo assim a elevação foi feita, tirando dos ombros os encargos desta presença.

 

Mais uma prova do nosso conhecimento, da nossa evolução, da nossa missão doutrinária. Não devemos nos envolver nestas conversas e tratar o mais breve possível de fazer a elevação.

 

Condessa, nobres entre nobres.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

04.03.2017

Deixe uma resposta