CARAVANA

Salve Deus!

 

A maior realização que temos é o compromisso com a verdade.

 

Estávamos abrindo nossos trabalhos no templo espiritual, poucos médiuns, quatro homens estavam na porta esperando, quando uma caravana vinda não se sabe de onde chegou. Eram muitos irmãos em missão especial. O templo foi todo tomado pelos médiuns e os trabalhos foram realizados na maior sintonia.

 

Uns eu conhecia e eles a mim também, mas outros eram novos no comando desta viagem. O importante é que chegaram, acharam o caminho e vieram somar nesta missão de amor e compreensão. Os espíritos que se embrenham neste sacerdócio pelo amor são os que mais trabalham fora do corpo físico, são os que mais têm a confiança de Seta Branca. Cada um tem a sua chave e ela se liga na distribuição dos fenômenos que se formam além barreira carmica.

 

Eu estava no comando abrindo os trabalhos e quando estávamos para atender aos pacientes os mestres desceram e foram tomando conta de cada aledá, de cada recinto, de cada lugar. O templo estava todo iluminado e as energias circulavam dando uma imensa felicidade aos que pela primeira vez foram viajar. Ao andar pelo meio deles eles vinham me cumprimentar dizendo: lembra-se de mim, sou eu, eu vim junto para conhecer esta casa de nosso pai.

 

Eu fiquei maravilhado com este presente. Sim, jaguares, pois aqui tem um cristal que está sendo lapidado, digo, como uma semente que foi plantada nesta terra e ela germinou, está crescendo e tão logo às rosas se abrirão trazendo o perfume das matas, o orvalho das águas e a força dos ventos. Por isso os espíritos estão vindos, estão sabendo da noticia e estão chegando para compor este cenário. O segredo da espiritualidade que lá atrás, mais de 30 anos foi juramentado sob os olhos da verdade.

 

A sentinela dos tempos no templo. Nós temos em cada templo do amanhecer uma sentinela que fica de honra e guarda assegurando para que nada aconteça com estes filhos do sol e da lua. Este espírito ligado as legiões cristicas não arreda seus pés e sua lança brilha pela eternidade. É como um comando estelar, algo que eu não sei descrever, mas vibra com nossa natureza e reflete em si a luz do céu. Ele brilha, um ser um ser prateado, não existe medo, mas respeito.

 

Aos poucos a região sul do Brasil está sendo tomada pelos jaguares do amanhecer. Levou quantos anos para se acordarem, para aceitarem trocar uma vida terrestre pela espiritual. O chamado foi feito lá atrás, 1979, quando pela primeira vez as forças migraram para Curitiba. Em 1984 a explosão do portal, inauguração, nos elevou na maior conscientização dos fenômenos da antimatéria. Este impacto não foi somente terra pois atingiu vários planos demonstrando que ali estava aberto o canal entre dois mundos. Fomos consagrados nesta experiência dando-nos o direito a liberdade.

 

Os fenômenos continuaram a acontecer. Ministros desciam para sacramentar esta linha firmando seus juramentos de estar sempre de honra e guarda. Koatay 108 chegava e formava seu manto de esperança, trazia em seu coração as forças de paz e amor. Aí, neste período que se formou a ciência do conhecimento desta natureza morta. O sul estava morto espiritualmente, não havia luz, os espíritos viviam na fatalidade de suas origens. Desagregados e desamparados cambaleavam entre uma porta e outra. Até um espírito chamado General Carneiro veio para trazer seus soldados para a libertação.

 

Com muito custo e muito trabalho começamos a colocar luz neste circulo e por Deus, meus irmãos, como foi difícil esta batalha, mas não esmorecemos, não entregamos nossa lança. Seta Branca precisava pelo menos um pontinho de luz para avançar diretamente sobre a organização que estava no invisível mundo. Como vou dizer: o pau quebrou e nós ficamos diretamente expostos a este combate. A luta foi diária e não dava tréguas. Só com a inauguração do portal é que isso tudo foi acalmando. A rede que nos prendia foi aos poucos sendo manipulada e os elos foram sendo desatados.

 

Jaguar não deita para morrer. Já ouviram estas palavras, pois bem, nós somos a linha de frente deste sacerdócio, nós fomos preparados pela magia natural e não pela ciência física. Os combatentes deste amanhecer têm muito a receber pela missão que assegurou a formação desta doutrina. Cada qual receberá ao seu modo e pela sua participação.

 

Agora já estão viajando pelo mundo espiritual levando a sua missão pelos templos do amanhecer. Esta caravana veio do templo mãe e como foi importante chegarem aqui. Estávamos no segredo da espiritualidade mantendo a discreta missão de organizar a nova era. Todos me ouvem, mas nem todos me conhecem. O ciclo da tradição milenar, jaguares, onde os espíritos portadores da manifestação mediúnica começam a aflorar seus sentimentos mais preciosos, mais puros. Não quebrem esta formação pelas mesquinharias da terra. Não se entreguem a fatalidade dos fracos que se esperneiam quando perdem seus dotes.

 

Jaguar é jaguar e ele não fica parado travado na linha de tiro. Ele se esquiva e volta a tomar posição, é a estratégia de um bom comandante.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

04.03.2017

Deixe uma resposta