KARMA

Salve Deus!

 

Nossas vidas estão diretamente ligadas e interligadas ao nosso karma. O respeito é um dos pontos mais visados na vida espiritual. Quando se perde do respeito se perde a dignidade absoluta do eu interior.

 

Toda noite que eu subo, na maioria das vezes só e outras eu vou acompanhado, é para resolver pendências karmicas que se alojaram no sol interior. Como é difícil aliviar uma crosta karmica quando não se tem amor, quando pensam que tudo gira em torno de si, mas o caminho da verdade se confunde com as sombras do passado. A maior enfermidade do corpo astral físico se chama revolta, ódio e vingança.

 

O karma familiar pode ser uma pena suave ou dolorosa, porque os seres humanos não correspondem com suas mentes abertas, eles chegam, formam seu dorcéu e depois quebram os cristais se chocando como verdadeiros inimigos. Esta é parte mais dolorosa de uma cobrança que poderia ser revestida com amor, perdão e esclarecimento. Vejam como é difícil perdoar quando está com a viseira fechada sobre os olhos.

 

Todos têm uma chance de se conhecerem, de alimentar a luz divina, mas quando chega o inevitável não tem como frear ou parar a fornalha aquecida pela conjunção de dois planos. Eu fico observando as atitudes de cada ser humano, porque cada qual trás em si as melodias dos seus encontros e desencontros. Tolerância na hora de abrir o grande véu, humildade em se conhecer a si mesmo e aos demais, amor para poder entender esta parte escravizada pela dor da cobrança.

 

Não tem como fugir da verdade. A única coisa que podemos fazer é testemunhar o doloroso acerto de contas sem se manchar de novo. A maior divida que levamos em nosso coração é o ressentimento, a mágoa, e a dor, de não ter podido dizer, eu te perdoo. Os espíritos jamais se perdoam, nem aqui e nem no plano espiritual. O dia que um espírito se perdoar de verdade, o céu ficará em festa.

 

Eu sou um doutrinador consciente de meus atos, de minhas falhas e do meu desejo de mudar este destino. Vejo com meus olhos que a terra não mudou seu caminho de impacto, onde todos se jogam uns contra os outros como se fossem animais feridos. Pai Seta Branca tem feito de tudo para amansar estes corações tiranos que cegos pela discórdia não encontram mais a sabedoria do universo. Um espírito livre para voltar para suas origens, sua família, seus entes queridos. Se tiver ainda um resquício em seu coração ele não sobe e fica acumulando mais dividas por onde passa. A cada reencarnação mais revoltado fica, até que um dia ele pare, pense e reveja seu mundo como forma de construir um rosário de amor.

 

Eu vou e vejo, mas não posso mudar. Posso somente pedir a Deus que ajude estas pobres vitimas do passado que se olhem no espelho da vida eterna e se compreendam. O karma familiar é muito complicado, pois é justamente a maior evolução de um espírito encarnado. É onde tudo pode acontecer e nada pode esclarecer. Nem a luz divina abre este livro, pois foi isso que juraram e o juramento é sagrado.

 

Que entendam todos, a vida é o livre arbítrio pesado e medido pelo grau de compreensão ou incompreensão. Se há compreensão, Salve Deus, se não houver, Salve Deus.

 

Evolução é se conhecer a si mesmo. Involução é fechar seus olhos para a verdade.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

02.03.2017

Deixe uma resposta