PAI JOÃO

Salve Deus!

 

Nesta reunião com Pai João no mundo espiritual mostra o quanto somos felizes. Hoje dia 13 é dia de angical, amanhã dia 14 é aniversário de Seta Branca, então vamos a nossa grande festa, pois os congás também comemoram estes dias com muita alegria.

 

Fui chamado para uma reunião fora do nosso estado emocional físico. Dois banquinhos largados e o circulo foi formado. Muitos dos senhores e senhoras desta missão estavam lá ouvindo os conselhos do velho sábio, um espírito livre das amarras da terra. Ele sentado em um banquinho e eu no outro trocávamos palavras em meio à confusão terrestre. Pai João fazia grandes laços de harmonia para deixar todos em paz e assegurar que ninguém se perderia pelas oferendas da terra.

 

Em um momento um espírito de uma mulher atrasada passou em meio à roda. Ela estava cometendo um erro na terra e ao cruzar entre nos sem pedir licença ia sentar junto aos outros.

 

_ Salve Deus minha irmã! Se você continuar assim vai desencarnar logo-logo!

 

Pai João me olhou fixamente e me disse:

 

_ Filho! Porque você falou isso!

 

_ Para ver se ela muda seu destino e para de se endividar cada dia mais na terra!

 

Pai João olhou para ela e com ar de amor não expressando seu sentimento, pois ele conhecia este espírito e sabia que o livre arbítrio a estava condenando mais uma vez ao mundo do sofrimento. Ela se assustou tanto que ficou transpassada pela tristeza. Muitas vezes a verdade dói, mas é a única que salva alguém de um triste final.

 

Assim prosseguia a reunião com nosso nagô de luz e amor, quais foram criando linhas de consciência que infiltravam nos espíritos deixando todos bem à vontade para fazer suas perguntas. Mas não havia perguntas, parecia que todos já sabiam as respostas. Eu olhava para Pai João e ele admirado com o que estava vendo, sorria, pois sua alegria era saber que todos estavam seguros da verdade e a maior verdade é saber que está no caminho certo.

 

Esta reunião foi dentro do congá, foi o inicio da abertura para o angical que em breve estará ocorrendo na terra, nos templos do amanhecer. Eu espero somente que todos compreendam suas missões e saibam pelos pretos velhos a se conduzirem elegantemente pela linha mestra do coração.

 

Aproveitando este momento de descontração falamos também na comemoração do aniversário do Cacique Seta Branca. Todos fizeram suas prerrogativas e alimentando a força do sol simétrico deixaram clara a intenção de fazer as suas preces em favor dos menos esclarecidos, pois Pai Seta Branca assumiu este compromisso com nós para nos ajudar a curar os nossos destinos carmicos, nossas juras transcendentais. É o maior presente que todos podem dar a ele, mostrar que estão se evangelizando e ensinando o evangelho aos que ainda desconhecem a Lei Cristica.

 

Evangelizar não é sair com a bíblia embaixo do braço, mas é estar com ela dentro do coração. Se você conseguir mudar o seu coração já é um ponto a mais para sua recuperação. Se todos mudarem seus caminhos não haverá tanta hipocrisia distorcendo a realidade. Nosso Evangelho é o da vida eterna, as palavras do Cristo nosso Senhor, o Verbo Divino.

 

A mulher continuava calada, pois ela sabia que sabíamos do seu caminho. Muitos querem esconder o que fazem de errado na terra, mas carregam no espírito as artimanhas do seu destino. Não tem como tapar o sol simétrico, ele está em nós como uma semente de mostarda, tão logo ela seja regada pelas nossas lágrimas cresce se tornando grande. Ela já não é mais uma sementinha.

 

A maior missão do jaguar é estar fora do seu estado físico.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

13.02.2017

Deixe uma resposta