QUE LUGAR É ESTE! PARTE DOIS

Salve Deus!

 

Quando vamos em missão nos planos espirituais e dependendo da faixa alcançada, como eu disse, deixamos rastros que podem serem seguidos.

 

No caso desta noite o rastro ficou visível e o que se passou lá poderia acontecer aqui no físico. Por uma questão de principio superior a espiritualidade age de conformidade aos planos de resgate não causando mal estar aos encarnados. Os espíritos que lá estavam chegaram aqui hoje e como foi forte a pressão deles, parecia que tudo iria pelos ares.

 

No templo a força atua como defletor das ondas magnéticas, elevando a força da cabala e projetando diretamente no canal emissor do poder divino. Alivia os plexos na sua transformação e torna sutil a atmosfera fluídica que exalamos no compasso da vida. Seu eu dissesse quem estava aqui hoje haveria muitas perguntas, mas o fenômeno da antimatéria faz o renovar do nosso coração, do nosso amor.

 

A libertação aconteceu pela lei direta assistida pela espiritualidade. Não houve necessidade da prestação de contas, porque o emissor estava em espírito e em verdade assistindo o despertar desta consagração. No silencio mental de nossa evolução eu recebi de cima a gratidão que é reagrupar o sol com a lua, fenômeno extra-etérico que converge na raiz deste continente para uma nova obra. O emissor nos hemisférios contracenando com o conjunto arquitetônico que resulta no quarto poder divino.

 

Ao abrir o portal dimensional eu abri também o canal receptor das forças magnéticas que nos auxiliam na transmissão do comando inferior ao superior e quando chega ao limite da esfera ele cristaliza e desce formando uma nuvem, uma chuva de flocos prateados. O templo começa a sofrer a infusão atômica resultante no choque da antimatéria. Os espíritos que vieram no rastro receberam esta força diretamente na película, membrana envolvente, e assim o que era para ser negativo tudo se transmutou em positivo.

 

A lei chegou na força testemunhal dos segredos da renovação. Felizes nós ficamos, pois foram dois comandos, um céu e outro na terra. No céu a busca e na terra a libertação. Cada dia que passa mais acontecimentos vai se abrindo a ponto de multiplicar os dons da fé, do nosso evangelho. Quem tem Deus no coração tem a sua proteção divina.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

08.02.2017

Deixe uma resposta