AS BORBOLETAS

Salve Deus!

 

Voltando no tempo, mas precisamente em um jardim de Londres, encontrei duas almas gêmeas perdidas pelo seu grande amor. Seria um castigo ou uma missão de amor, porém este casal viveu como irmãos respeitando o sagrado lar das famílias.

 

Eu fui visitado esta noite. Eram duas borboletas, uma maior e outra menor. Elas circulavam ao meu redor até que uma, a menor pousou em minha mão e naquele instante fomos transportados a Londres. Um lindo jardim dentro de um castelo já meio tomado pelo tempo. Ao sentar-me no banco de madeira para recompor os meus pensamentos, pois o espírito fica desnorteado pelo retorno, as borboletas ficaram sempre ao meu redor. Eram azuis chegando a uma cor vibrante quase lilás. Eu prestei atenção que uma não largava a outra, sempre voando e nunca se tocando.

 

Quando a outra maior sentou em meu dedo as imagens foram se abrindo. Era um jovem rapaz que veio esclarecer a sua vida, enquanto a borboleta menor não cansava de voar. John era loiro, alto e magro, com aspecto suave ele começou sua narrativa. Contou-me com detalhes a sua vida nesta roupagem de um cidadão e o porquê dos dois estarem assim, nesta forma não humana.

 

_ Há meu senhor! Seu eu for contar toda minha vida vai encher seu caderno e faltar folhas para toda a minha memória! Éramos de uma família nobre e meus pais eram da corte imperial! Tínhamos tudo que queríamos, mas não tínhamos o essencial que era o amor das almas gêmeas! Nunca pudemos nos amar de verdade, pois Li Diane nasceu como minha irmã e ali foi o nosso martírio! Respeitando a tradição religiosa nunca pudemos viver o nosso verdadeiro caminho! Vivemos os dois juntos, irmãos de sangue, mas espíritos presos pelo compromisso espiritual! Éramos felizes assim mesmo, pois estávamos juntos! O destino às vezes não respeita nossos corações, porque ela era pra ter vindo em outro caminho para se reencontrar comigo! Não sei por que isso aconteceu, talvez pelo tempo não daria outra oportunidade dela vir e eu ficaria ainda mais perdido! Ela é o amor de minha vida, eu a amo tanto, que se ela fosse embora eu me perderia nas trevas de minha solidão! Foi assim que aconteceu, ao vermos o tempo consumindo nossas faces juramos viver a eternidade como duas borboletas! Tomamos a forma pela força do pensamento e até hoje vivemos a circular pelo nosso jardim! O tempo passou depressa para nós e o amor não consumido nos fechou neste mundo! Hoje queremos voltar para Deus, queremos sair deste juramento, queremos sermos felizes como espíritos livres! Mas esta jura nos prendeu dentro deste mundo e não conseguimos quebrar sozinhos! Estamos infelizes e vivendo o nosso próprio martírio! A única esperança foi buscar alguém que nos desse a libertação! Percorremos o mundo em busca de uma luz, de uma realidade, não de fantasia, mas que pudesse nos ver e nos ouvir! Um sinal no céu como se fosse uma pequena estrela brilhou! Vimos e chegamos até aqui neste mundo! Voamos em seu redor até que você nos visse e agora estamos felizes, porque estamos realmente preparados para nos separar! Este amor nos fez sofrer muito, nós não nos evoluímos e vimos nossos pais morrerem pela velhice e ficamos ainda lá! Li Diane terá que voltar para sua origem e eu talvez para a minha! Não sabemos nada de nós, estamos ausentes do nosso compromisso! A única coisa que agora sabemos que vamos nos separar para poder chegar à mansão dos nossos sonhos! Com o tempo nós fomos esquecidos e agora de um tempinho para cá começou novamente as lembranças chegarem! Era como se fosse uma janela e dentro dela figuras vibravam nos chamando a razão! Não havia som, mas pensamentos refletiam em nós a verdadeira obra! Diziam para buscar ajuda, que era preciso para podermos compreender nossos desígnios! Fizemos isso e ficamos observando os sinais no céu para termos respostas! Nada! Até que um dia esta estrela brilhou e corremos como o vento para não deixá-la se apagar! Engraçado que o tempo também correu ao nosso lado, parecia um relógio mostrando dias e datas! Eu vim com minha amada irmã conhecer a quem poderia nos dar a libertação! Ficamos como éramos e tão logo hoje eu assumi minha imagem de antigamente! Li Diane não pode ainda, pois está sem consciência de si mesma! Ela não se acordou, talvez eu a tenha que acordar! Eu fiquei com medo de fazer isso e perde-la de uma vez! Deixei-a assim, e em momentos de lucidez eu procurava respostas! Meu amigo, eu não te conheço e nem sei se pode nos ajudar, mas temos fé que se foi mostrado este caminho é porque pode fazer algo por nós! Existe aqui algo diferente, algo que não sei explicar, é bom, é nobre, me sinto em paz e confiante!

 

_ Salve Deus! Meu nome é Fernando!

 

_ Salve Deus Fernando! Pode nos ajudar!

 

_ Sim! Posso! Hoje é dia de reunir as forças do universo neste pequeno mundo chamado amanhecer! É onde trazemos nossos irmãos do passado para um resgate espiritual! Onde você e sua alma gêmea receberão o que tanto procuram, a sua verdade! Pelo compromisso jurado de viver um eterno amor sem se tocarem, sempre um respeitando ao outro, pois seria a ultima vida terrestre, vieram como irmãos! Não havia mais necessidade de laços físicos, nem de filhos, pois subiriam para suas eternidades livres! Seus pais foram missionários que deram suas vidas para assegurar esta passagem! Eles vieram somente para resgatar vocês dois como filhos, pois era a única divida deles para com vocês! Foram embora para suas origens e pensativos ficaram o porquê ainda não tinham voltado! Eles estavam sofrendo também esta separação! Esta janela que se abria de vez em quando eram eles vibrando o amor, mas vocês estavam hipnotizados e presos a uma fantasia! Graças a Deus você acordou e poderá resgatar sua amada! Não a irá perder, ela será sempre sua companheira por onde estiveres! Sua alma gêmea aqui e no seu mundo, na sua grande evolução!

 

_ Fernando! Já me sinto em paz e segurança! Vou acordá-la junto com você, pois sei que poderá orientá-la melhor que eu! Eu tinha medo de fazer isso, você entende, porque eu morreria sem meu grande amor! Agora como vou fazer isso!

 

_ Vamos te ajudar! Os mentores espirituais têm como acordar um espírito sem lhe causar dores em seu destino!

 

_ Vou esperar então!

 

_ Salve Deus!

 

Fechando a minha porta eu os deixei revoando minha aura. Eu fiquei deslumbrado pela presença e nunca na minha vida havia imaginado um quadro espiritual tão tocante. A profundidade do amor das almas gêmeas é algo incontestável, algo tão sublime que eles morrem sem sentir os efeitos da dor. Ficam presos aos laços da eternidade e sem forças para romper o grande mistério que os uniu.

 

Geralmente uma alma gêmea está junta para evoluir o outro que perdeu a sua caminhada. Sofrem os dois até o fim da vida, até que um consiga transformar o outro. Não é como hoje os casais que assumem um papel de marido e de mulher e tão logo se separam. Não existiu o verdadeiro amor, mas sim um amor carnal. Tudo que é da carne um dia acaba. Os espíritos denominados almas gêmeas vem de um plano que está em extinção, pois com o fechamento deste ciclo a terra sofrerá a grande ilusão material. Tudo será terra e não mais céu. Os seres humanos estão perdendo o contato divino e presos ao seu carma serão tragados.

 

Viver um compromisso resulta muitas vezes na perda da consciência.

 

Salve Deus!

 

Adjunto Apurê

An-Selmo Rá

01.02.2017

1 thought on “AS BORBOLETAS

Deixe uma resposta